Páginas

domingo, 5 de maio de 2013

A Culpa É Das Estrelas, por John Green


Editora: Intrínseca    Páginas:288    ISBN: 9788580572261 

É impagável a sensação de terminar um livro MUITO BOM. Chega a ser engraçado como uma mesma obra pode fazer você querer que o fim nunca chegue ou que as páginas passem logo para ficar sabendo qual é o final.

A Culpa É Das Estrelas foi devorado com um gostinho de quero mais. É um livro que tinha tudo para ter uma narrativa pesada e dramática, e que acabou seguindo uma linha exatamente contrária. Sim, os personagens principais têm Câncer e a história é triste, mas John Green conseguiu achar um humor, uma leveza, dentro do mundo de um paciente terminal.

Em resumo, o livro conta a história de Hazel e Augustus, dois adolescentes que se conhecem em um dia que tinha tudo para ser como qualquer outro para a Hazel (em que a mãe dela mais uma vez a obrigar a ir à reunião do Grupo de Apoio) e bem, de cara eles acabaram se interessando um pelo outro e depois que se aproximam, suas vidas não são mais as mesmas.

A grande questão é que a relação deles é diferente: é mais sutil, e parece que conta com um sentimento mais puro, que de alguma forma faz um completar o outro de um jeito muito certo. Dei altas risadas com o humor do Gus, e suspirei infinitas vezes enquanto lia as inúmeras passagens fofas do livro. Senti como se estivesse tão dentro da história, tão apegada aos personagens! É incrível dar risadas e poder chorar por causa de um livro.

Hazel e Gus se aproximam mais ainda quando ele lê um livro pelo qual ela é apaixonada, e esse é uma dos fatos que mais para frente desencadeia momentos incríveis para os dois e para a história. (!) É possível contar ainda com metáforas e ironias para todos os lados, e inúmeras reflexões que fazem com que a gente também pare para pensar um pouco sobre a vida. Pareceu que cada detalhe foi pensado e elaborado com certo carinho, que fez com que tudo se encaixasse perfeitamente.

Chega a ser estranhamente difícil falar da história porque na verdade seria necessário comentar um pouco de todos os capítulos, já que cada um tem algo especial, de verdade. Fiquei surpresa quando o final foi chegando, porque a história começou a andar para um lado completamente diferente daquele imaginado por mim no começo do livro. A verdade é que nunca chorei tanto com uma história e ainda sim senti como se tudo fizesse enorme sentido.

É uma leitura mais do que recomendada, sem dúvida. Esse é um daqueles livros que você só se refere dizendo: “Você tem que ler para saber.

Até a próxima! 

P.S. Não vejo a hora de que o filme baseado no livro seja lançado, e estou igualmente ansiosa para ler outros títulos publicados pelo John Green < 3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...